Botswana Mozambique South Africa Zimbabwe Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Governância da Água

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Género e Água  

As mulheres e os homens desempenham papéis e responsabilidades diferentes no que diz respeito ao uso e gestão da água. Estes papéis diferentes influenciam a forma com que os homens e mulheres interagem com os recursos e a forma com que as mudanças nos recursos têm impactos diferentes sobre os homens e mulheres. É importante compreender estas diferenças de género e elaborar um plano de acção para reduzir quaisquer impactos negativos destas diferenças.

A pobreza tem um impacto desproporcional sobre as mulheres e muitas das zonas mais pobres do mundo encontram-se em regiões com escassez de água (IFAD 2001). As mulheres desempenham um papel crítico no uso doméstico e produtivo dos recursos hídricos. Nos países em desenvolvimento as mulheres e raparigas são responsáveis por se deslocarem longas distâncias para buscar água para fins domésticos. Este papel exige que elas andem em média 6 km por dia (UNFPA 2002), apesar de esta distância aumentar à medida que a água se torna escassa ou contaminada (IFAD 2007). A viagem para buscar água cria relacionamentos sociais dentro da comunidade; no entanto, também pode colocar as mulheres e crianças em ambientes perigosos que têm um impacto sobre a sua saúde e bem-estar.

As mulheres também são responsáveis pelo saneamento e higiene e encarregues de cuidar dos membros do agregadofamiliar que adoecem por causa da água. O Banco Mundial (1996) reconhece que os maiores custos da saúde, a perda de rendimento e a redução da produtividade muitas vezes se atribuem às doenças ligadas à água e saneamento. Devido às relações e barreiras de género inerentes, as mulheres sofrem um impacto desproporcional das calamidades naturais, incluindo cheias. Elas sofrem taxas mais elevadas de óbitos durante as calamidades e vivenciam barreiras para a recuperação das calamidades (UN Water 2006).

A presença de fontes de água segura e fiável perto de casa reduz o tempo que as mulheres gastam a buscar água e permite-lhes usar este tempo para outras actividades. Em consequência, as mulheres têm grande interesse em utilizar águas pluviais ou água para irrigação nas suas actividades domésticas e produtivas (IFAD 2007).

O género é uma preocupação central no sector da água e saneamento por causa do papel que as mulheres desempenham na busca de água e saúde familiar.
Fonte: CSIR 2004
( clique para ampliar )

Incorporação do Género dentro dos Projectos de Água

A experiência do Banco Mundial demonstrou que métodos participativos e voltados para a procura aumentam o êxito dos projectos de água. De igual modo, a incorporação das dimensões do género na elaboração e implementação dos projectos melhora o desempenho deles (Fong al 1996).

As lições abaixo foram documentadas no “Toolkit” (Conjunto de Ferramentas) do Banco Mundial sobre Género e Saneamento:

Lição 1: O género é uma preocupação central na água e saneamento.

Lição 2: A participação garantida de mulheres e homens melhora o desempenho do projecto.

Lição 3: A criação de mecanismos específicos e simples garante o envolvimento das mulheres.

Lição 4: A atenção ao género deve começar o mais cedo possível.

Lição 5: A análise de género faz parte da identificação do projecto e recolha de dados.

Lição 6: Uma abordagem de aprendizagem responde melhor às questões de género do que uma abordagem predefinida.

Lição 7: Os projectos são mais eficazes quando respondem às preferências dos homens e mulheres sobre medidas concretas.

Lição 8: As mulheres e homens promovem as metas do projecto através dos seus papéistradicionais e não tradicionais.

Lição 9: As Organizações Não-Governamentaise particularmente os grupos de mulheres podem facilitar uma abordagem de género equilibrada.

Lição 10: Os indicadores relativos ao género devem ser incluídos ao se avaliar o desempenho do projecto.

Quatro Passos chave a uma Abordagem de Género na Governância

Informação específica sobre as experiências, problemas e prioridades diferentes das mulheres e dos homens é importante para uma integração eficaz da perspectiva do género. As informações estatísticas devem ser regularmente desagregadas para que as experiências específicas das mulheres e homens façam parte da análise situacional. Isto irá ajudar a identificar desigualdades onde existirem e elaborar políticas que respondam a estas desigualdades.

A consulta, advocacia e tomada de decisões garantem que as mulheres e os grupos marginalizados tenham uma voz forte para que as suas opiniões sejam levadas em consideração. Isto significa promover o envolvimento das mulheres e homens na consulta e tomada de decisões desde o nível local até aos níveis de gestão mais elevados.

Grupos beneficiários sensíveis à dimensão do género promovem maior equidade nas tomadas de decisão. As oportunidades para mulheres e homens pobres devem se basear em dados e informações analíticas baseadas no género.

Organizações sensíveis a dimensão do género ajudam adesenvolver capacidades profissionais. A identificação e a resposta a desigualdades de género nas organizações do sector da água são importantes para que elas sejam inclusivas.

Fontes: Gender and Water Alliance 2006; Derbyshire 2002

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Limpopo


Explore the history, agreement and structure behind LIMCOM


Explore os princípios da Gestão Integrada dos Recursos Hídricos


Cenas de vídeo filmadas ao longo do rio Limpopo relacionadas com o tema Governância da Água