Botswana Mozambique South Africa Zimbabwe Sobre Como Usar Glossário Documentos Imagens Mapas Google Earth go
Favor fornecer feedback! Clique para detalhes
Home The River Basin People and the River Governance Resource Management
A Gestão dos Recursos Hídricos

 



Feedback

send a comment

Feedback

 

Moçambique  

Em 2002 a agricultura era responsável por aproximadamente 23 % do PIB em Moçambique (Aquastat 2010). O sector agrícola é responsável por 80 % do emprego no país sendo que 60 % é feminino. Apesar de Moçambique ter feito progressos significativos em auto-suficiência na produção de cereais desde o final da guerra civil em 1992, o crescimento tem sido irregular devido a cheias e secas recorrentes. Em 2007 o Inquérito Agrícola do Ministério da Agricultura fez uma estimativa do número de cabeças de gado em Moçambique a 2,6 milhões, sendo que 400.000 são gado vacum (LBPTC 2010).

De acordo com os Indicadores de Desenvolvimentos, 87 % do uso anual da água em Moçambique é para a agricultura (Banco Mundial 2010). Comparativamente, a demanda na bacia do rio Limpopo é ligeiramente superior com aproximadamente 95 % da demanda da bacia em Moçambique proveniente da irrigação, conforme notado em Uso e Distribuição da Água (LBPTC 2010).

A agricultura de subsistência é praticada por quase todas as famílias nos distritos da bacia do rio Limpopo em Moçambique(LBPTC 2010). Na bacia, a produção de culturas domina com variedades locais de rendimento baixo (por exemplo, milho, amendoim, mandioca e caupi). O distrito de Chokwé, na sub-bacia meridional do Limpopo Inferior e Changane, tem a maioria da produção agrícola de média a grande escala devido aos sistemas de irrigação no distrito. Nos distritos de Mandlakazi e Chibuto (na sub-bacia do Changane) os rendimentos são predominantemente gerados a partir de árvores de fruto. Todavia, em quase todos os distritos na bacia do rio Limpopo, o rendimento é tipicamente gerado a partir de actividades não agrícolas tais como madeira, carvão, cana e venda de madeira para combustível.

Apesar da produção animal ter bom potencial na maioria dos distritos na bacia do rio Limpopo, não foi completamente explorado devido, em parte, à ausência de infra-estrutura e recursos financeiros (LBPTC 2010). Apesar disto, o número de cabeças de gado aumentou com regularidade de 2000 a 2004 num esforço do sector privado.

Agricultura de grande escala em Chokwe, Moçambique.
Fonte: Qwist-Hoffmann 2010
( clique para ampliar )

 



Interactive

Explore as sub-bacias do rio Limpopo


Examine o comércio de água virtual e a pegada de água dos países da SADC


Investigate the dams of the Limpopo basin


Cenas de vídeo filmadas ao longo do rio Limpopo relacionadas com o tema Gestão dos Recursos Hídricos